Seja Bem-vindo, 02 de dezembro de 2021

Seja Bem-vindo
02 de dezembro de 2021

“VENHAM, RECEBAM O REINO!” (02/11/21 – Finados)

01 de novembro de 2021   .   
Compartilhe

O Evangelho de Mateus 25,31-46 fala do julgamento final. É o único texto dos Evangelhos que diz explicitamente em que consistirá a prestação de contas definitiva a Deus após nossa passagem por este mundo.

Jesus, o Filho do Homem, estará em seu trono e realizará o julgamento. Julgamento que se baseará nas ações concretas de cada um em favor ou contra os menores dos irmãos de Jesus. Pois a questão é reconhecer nesses irmãos menores a própria presença de Jesus. Ou, em outras palavras, fazermo-nos também irmãos dos irmãos menores de Jesus, numa efetiva fraternidade de gente que ama e, exatamente porque ama, cuida de quem mais está necessitado.

Os menores são os que passam fome e sede, os estrangeiros, refugiados e migrantes, os que são espoliados e desrespeitados em sua dignidade humana, os doentes e os que não têm liberdade.

Os declarados justos no julgamento final, por sua vez, são os realizadores não de qualquer justiça, mas da justiça do Reino: a justiça que se expressa no amor misericordioso que gera fraternidade. Afinal, todos os nossos propósitos e todas as nossas ações nada são, sem a prática do amor concreto àqueles que nosso Mestre nos mostrou como seus preferidos.

Quanto ao Filho do Homem, que se senta no trono do Reino de Deus, é fundamental recordar que ele é o Servo Sofredor que se entregou até a morte pela humanidade. É assim que nosso Mestre, o Humano, abriu e deixou definitivamente aberto para cada um de nós o caminho: o sentido para a própria vida se busca e se encontra na doação aos outros, essencialmente aos menores.

Na comemoração dos Fiéis Defuntos, recordando aqueles que nos precederam neste mundo, agradecemos a Deus o dom da vida eterna, a perspectiva do tudo para sempre, que começamos a experimentar já aqui e esperamos que o Senhor da Vida plenifique. Apesar de nossas fraquezas e incoerências, no momento derradeiro sejamos agraciados com o convite: “Venham, benditos”. Até lá, é este o tempo que temos para amar os menores dos irmãos de Jesus.

Fonte: Pe. Paulo Bazaglia, ssp. Folheto “O Domingo” – Ano LXXXIX – 02/11/21 – – Remessa XIV – Nº 52 – Ano Litúrgico B. Pág. 4

LEIA TAMBÉM

    cat