Seja Bem-vindo, 15 de abril de 2024

Seja Bem-vindo
15 de abril de 2024

Pirogênese e Termogênese – Número 1

08 de junho de 2022   .   
Compartilhe

OBS.: Esse artigo do Pe. Quevedo tem como tema, somente Pirogênese. Eu julguei por bem acrescentar um outro tema que é Termogênese. A única alteração do artigo é esta. Este pequeno acréscimo ao título e nada mais.

TERMOGÊNESE, como sua etimologia indica (produção de calor), é a energia humana (telergia) exteriorizada e transformada em calor. Quando a telergia produz fogo, o fenômeno chama-se PIROGÊNESE (etimologicamente, produção de fogo).

Dentro da TERMOGÊNESE, podemos aludir aos casos de elevação exacerbada da temperatura do corpo; as pessoas que dormem na neve, aquecidas, sem agasalho nenhum, e a derretem rapidamente; ou que em procura de refrigério para o calor que sentem fazem ferver a água em que mergulham; a violenta concentração de todo o calor do organismo numa determinada parte do corpo enquanto todo o resto fica frio como cadáver etc. Várias religiões, em todos os tempos, têm falado do “calor místico” (?!).

E com referência à PIROGÊNESE podemos aludir a esses casos e situações que originaram o apelido de pessoas “elétricas”, sem atenuantes, pelas descargas, às vezes fortes, que provocam; roupas que ardem “espontaneamente” sobre o corpo, objetos que às vezes começam a arder quando determinada pessoa passa perto, incêndios. E a dramática autocombustão, inclusive a carbonização de todo o corpo, ou até só ficarem os ossos calcinados, ou nem sequer os ossos, em fracções de segundos, etc.

Tudo isso – como todos os fenômenos parafísicos- é causado pela telergia humana, dirigida (psicobulia) pelo inconsciente do próprio homem.

Pe. Oscar G. Quevedo S.J.

Referência

QUEVEDO, Pe. Oscar G., OEPNET.

LEIA TAMBÉM

    cat