Seja Bem-vindo, 26 de maio de 2024

Seja Bem-vindo
26 de maio de 2024

IV PRAGMÁTICOS

08 de julho de 2023   .   
Compartilhe

Ser o primeiro filho ou a primeira filha do casal ou não, na realidade, define as bases da personalidade > suas características emocionais e comportamentais. A existência de um elo mental especial proporciona ao primeiro filho homem e a primeira filha:
=> maior segurança e apoio interior
=> maior tranquilidade, naturalidade e objetividade para lidar com o mundo exterior.

1) Quem são os pragmáticos?
Sempre e somente, o primeiro filho e a primeira filha do casal. Se o casal se separar e vier a constituir novas famílias, tudo se repete.

Os filhos ausentes: morte, casamento, vida religiosa, não contam no momento do nascimento, para definir quem é pragmático.

3) Filhos de Mãe Solteira
Todos são pragmáticos. Com exceção de filhos gêmeos.

4) Filhos Adotivos
Não importa a ordem em que nasceu na família de origem, o adotado passa a ser um legítimo pragmático. O que importa mesmo é o relacionamento funcional, mental e afetivo não a origem biológica. A primeira (o) a morar no coração do pai / mãe será a filha (o) adotiva (o), que receberá a segurança e o apoio mental do pai/mãe para entrar na festa da vida.

5) Gêmeos Adotivos
Será Pragmático o filho que a mãe fizer o contato visual primeiro.

PRAGMÁTICOS
O Pragmático valoriza:
A independência
Mais justo e franco
O tempo
Mais exigente e cobrador
O dinheiro e o conforto
Mais frio – calculista
A utilidade
Mais despachado e extrovertido
A posse
Mais racional e lógico
A organização
Mais realista e desconfiado
O compromisso
Mais possessivo e egocêntrico
A justiça
Mais seco e duro
A opinião dos outros
Mais ação
A honestidade
Mais mundo exterior

Mais funcional e executivo
Mais objetivo e prático
Mais decidido e rápido

Algumas características dos pragmáticos:
A preocupação com os filhos é mais voltada a coisas materiais e funcionais. Ex: Roupas, comida, saúde, estudos, conforto, etc.

São mais resistentes a mudanças, pois tendem a serem mais conservadores.
Possuem maior resistência em programar viagens longas e demoradas, pois a preocupação com o tempo e o dinheiro geralmente falam mais alto.

Por não saberem lidar bem com sentimentos e emoções, tendem a não expressar muito afeto e carinho, não alimentando assim as relações e criando desconfianças.

Quando se tornam verdadeiros sócios, com o tempo perdem mais facilmente o interesse sexual um pelo outro.

Tendem a ser pessoas mais visuais e pouco cinestésicas, tendo dificuldades naturais de contato físico expressando sentimentos com bens materiais.

Tendem a serem independentes e mandões.

São geralmente pais cobradores no sentido funcional e sentem-se culpados quando não percebem resultados de suas ações.

PRAGMÁTICO SOFRIDO:
Grande sofrimento na gestação ou nascimento > rejeição de vida intrauterina, ameaça ou tentativa de aborto, nascimento demorado e difícil ou por cesariana; tudo que tenha perturbado a parturiente. Dor física (doenças), dor moral ou mental, vivenciadas na infância e na adolescência.

Vale salientar que o Pragmático Sofrido poderá desenvolver uma percentagem elevada de características de Idealista; contudo a estrutura básica de sua personalidade continuará de pragmático.

Com o Idealista Sofrido, pode ocorrer o mesmo. Desenvolvendo grande porcentagem de características pragmáticas na luta pela sobrevivência pela individualidade como Ser Único. O ideal seria 60% Idealista e 40% pragmático, para se sentir em harmonia consigo mesmo.

Tanto o Pragmático sofrido, como o idealista sofrido, são difíceis de serem entendidos. Ora agem de maneira prática, funcional e até calculista; ora agem sem vontade, sem determinação, com indecisão e timidez, outras vezes com arrojo e audácia. => risco de desajuste psicoemocional e social.

Entretanto se harmonizado, tem-se uma personalidade grandemente enriquecida, com duplo modo de perceber as coisas.

Fonte:
Seguidores da Parapsicologia – Curso de Parapsicologia – Terceira Parte. Blog ativo em 15/06/23

LEIA TAMBÉM

    cat