Seja Bem-vindo, 21 de julho de 2024

Seja Bem-vindo
21 de julho de 2024

Iª Parte: VIDA INTRA–UTERINA

08 de julho de 2023   .   
Compartilhe

INTRODUÇÃO
Tempos atrás, achava-se que o “bebê nascia como uma folha em branco”, as informações da realidade e do meio ambiente, eram impressos depois de seu nascimento, o período de gestação era ignorado. Hoje sabemos que todos os acontecimentos com uma mulher grávida ficam registrados no SUBCONSCIENTE do bebê, tendo importância fundamental para sua vida. Na fecundação o ovo já contém todo código genético que determina os caracteres físicos do bebê. Também as programações psicológicas, referências mentais a respeito da imagem de homem, de mulher, de família, de doença, de saúde, as quais são passadas através de comunicação telepática, intensa e contínua entre a gestante e o bebê, sobre o passado dos ancestrais e sobre o momento presente da mãe, o mundo interior e exterior, em que ela vive.

No período da gestação é que se fundamenta a estruturação de nossa personalidade.

I REJEIÇÃO DE SEXO
Ocorre sempre que a MÃE espera um menino e nasce menina ou deseja menina e nasce menino. Ou se a mãe por influência do marido e/ou de familiares (PAI/MÃE) espera um filho e este nasce de sexo diferente do esperado. Os efeitos desse tipo de rejeição poderão ser MAIS ou MENOS significativos, conforme a intensidade do desejo da gestante:

a) Mulher – esperada – menino – nasce menina.
b) Homem – esperado – menina.
c) Muito desejado menino – nasce menino.
d) Muito esperada menina – nasce menina.

A intensidade da programação realizada pela mãe é muito mais subconsciente do que consciente. Produz, com maior ou menor intensidade consequências para a vida, seja nas características físicas, comportamentais, afetivo-emocionais, sexuais, etc.

A gestante por mecanismo do subconsciente, pode desejar um menino, para agradar o marido e familiares, se for uma idealista e principalmente quando ela própria vier marcada por rejeição.

Comece você a observar a si mesmo e pessoas ao seu redor, as descobertas são fantásticas!

a) Bebê esperado menino – nasce menina.
Características físicas:
Braços e pernas mais fortes, pêlos fortes e duros (algumas até podem ter bigodes), força física maior, seios pequenos, excesso de peso (traços femininos escondidos) e/ou o contrário: corpo elegante (quando os familiares estimulam a alimentação correta, a ginástica, o esporte), Cabelos curtos gosta de trajes masculinos.

Características comportamentais – podem apresentar:
Movimentos bruscos, agressividade, execução de tarefas profissionais consideradas masculinas, rejeição às atividades domésticas, impaciência com os filhos (é como esse não fosse seu papel), aceita desafio. “Só homem pode? Eu também posso!”.

Características emocionais:
Medo de decepcionar os outros, ansiedade, insegurança nos relacionamentos afetivos, problemas nos relacionamentos sexuais (tímida demais ou liberada demais), insegurança no seu papel feminino; dificuldade de dar e receber carinho, rejeição ao próprio corpo: sente vergonha.

Observe que o grande resultado da vida de uma pessoa, que é apresentado à plateia é o nascimento. Segundo a ótica do subconsciente a mulher-esperada-menino falhou nesse primeiro resultado, por isso é ansiosa e insegura diante dos resultados, por medo de decepcionar.

Ansiedade é o medo de decepcionar mais uma vez. “Será que vai dar certo?”.
Culpa é o mais grave resultado. Há milênios o ser humano tem programado que: “O culpado merece castigo” Quando a culpa não é eliminada, o próprio subconsciente encarrega-se de atrair o castigo, desencadeando um processo de autopunição ou autodestruição.

Características sexuais
Comum o bloqueio sexual e vergonha do próprio corpo, como se a forma feminina estivesse mostrando novamente o fracasso de não ter nascido homem. (Nascidas até 1960, principalmente). Ela tem dificuldade de iniciar um ato sexual, contudo depois de iniciado tem mais facilidade de atingir o orgasmo. (desenvolve maior índice de testosterona – hormônio Masc. – que progesterona). Atualmente com estímulo da mídia somado à filosofia de que mulher tem os mesmos direitos que o homem também para prostituir-se, têm levado muitas mulheres-esperada-menino a prostituir-se.

b) Homem – esperado – menina:
Terá registrado em nível subconsciente, em maior ou menor grau conforme as expectativas vividas pela MÃE e PELO CONTEXTO FAMILIAR, – e poderá, ainda que em menor intensidade, os mesmos conflitos interiores que a mulher-esperada-menino. Se sentir inseguro em relação a assumir papel de HOMEM.

Características físicas: Poderá apresentar características físicas próprias da mulher da Era dos Músculos, que poderá ser reforçada ou alterada por pensamentos e imagens conscientes vivenciadas no período de gestação:
Pele sedosa e delicada gosta de cabelos compridos sedosos, barba rala e macia, pênis menor, (normalmente), fimose, musculatura frágil, vestuário: roupas bonitas, porte elegante, vaidade. Mesmo que não tenha nenhuma tendência homossexual, facilmente se entusiasmam por filosofia ou prática religiosa em que usem vestes largas ou mantos.

Características comportamentais:
Insegurança nas atividades econômicas: negócios e profissão, habilidades domésticas: cozinhar, lavar, passar e arrumar casa; tendência para a arte: músico, artesão, cabeleireiro. Dificuldade em dizer não e efetuar cobranças. Insegurança nas atividades que exigem força e destreza, facilidade de aceitar, perdoar, compreender, tendência para o homossexualismo; gestos e atitudes femininos, sem apresentar homossexualismo, se sua convivência for maior com mulheres como mãe, irmãs, tias e avós.

Características afetivo-Emocionais:
Facilidade para expressar a emoção e o choro, envolvimento com o belo e o artístico, compaixão pelos que sofrem inclusive animais, ansiedade provocada pelo medo de decepcionar, Desenvolve a intuição e a imaginação em graus elevados.

Comprometimento com a mãe, no sentido de prestar assistência e servir de companhia. Quando ele não corresponde a essa programação, tende a sentir culpa. Assim tem dificuldade para desenvolver programações de autovalorização. Guiado pela lei da Padronização e Generalização amplia os cuidados com a mãe e outras pessoas, esquecendo de si mesmo.

Características sexuais:
Masturbação precoce: prova a si mesmo que o pênis funciona, curiosidade mórbida sobre as formas femininas, gosto acentuado por leituras eróticas ou pornográficas, amizade maior com mulheres, dificuldade maior no relacionamento sexual com mulheres, ansiedade quanto ao seu desempenho sexual, motivo de apresentar ejaculação precoce por ansiedade, insegurança de masculinidade provoca necessidade de sucessivas experiências sexuais, tende a ser profundamente fiel no casamento.

PROGRAMAÇÃO DE CULPA – sente ter decepcionado os pais por não ter nascido à menina que esperavam. A intensidade, dimensão e profundidade dessa programação dependerão sempre do quanto à pessoa foi esperada do sexo oposto. Essa programação associada à programação de castigo correspondente leva a pessoa a um processo de masoquismo e autopunição, atraindo sofrimento sob variadas formas.

Chega de pagar uma conta que não deve, demonstre isso ao seu subconsciente: usando a lei da REPETIÇÃO PARA FIXAR EM SEU subconsciente: “Não fui eu que escolhi ser do sexo com que nasci, não escolhi o a hora de ser concebido, circunstancia e condições para a minha gestação e nascimento; não cabe a mim, pois culpa alguma. Sou absolutamente inocente. A verdade é uma só. Se fui desejado do sexo oposto, fui aceito do sexo com que nasci. Meus pais cuidaram de mim, como cuidaram dos outros irmãos. Portanto, posso e mereço SER FELIZ!”.

c) Homem muito esperado homem
Ocorre especialmente quando nasce um MENINO depois de três ou mais meninas é o FILHO HOMEM esperado pelos pais e por toda a família. Geralmente, depois de muita espera, há uma DECEPÇÃO com o menino.

Homem-Macho e Rei: Parece que a sua missão era ser homem e que já foi cumprida; portanto pode não apresentar muita iniciativa frente à vida. Poderá ser insaciável na área sexual => popular, garanhão, sacode as calças e pronto, sem qualquer responsabilidade. Essas programações secundárias chocam-se com as Leis Cósmicas e Leis Naturais de Sobrevivência, gerando muitos conflitos e perturbações.

Se desejado como esperança, salvador da família, é bondoso. Sente-se responsável por seus familiares (centro de todos os seus impulsos) e “tudo fará” para não os decepcionar, no extremo, pode ser explorado pelos pais, filhos e irmãos. Muito fiel sexualmente, pois seria trair não só a esposa como também toda a família. Normalmente na área profissional – pode ter dificuldades – e ser acomodado e/ou irresponsável; quando encontra seu caminho, é bem sucedido;

Homem-Macho e Rei & Sustentáculo da família
Duas programações contraditórias: ao mesmo tempo em que se dedica à família como marido e pai ideal, do outro lado de forma camuflada possuem vidas paralelas com outras mulheres e outras famílias (insaciável garanhão).

d) Muito desejada – menina – nasce menina:
A menina muito esperada menina nasce depois de o casal já ter dois ou mais filhos homens. Atualmente pode ser muito esperada menina logo após um menino para fechar um “casal” de filhos e assim encerrar o “expediente”. A mulher muito esperada menina pode sentir-se muito responsável pela família. Com a mulher raramente acontece o fato de vivenciar “missão cumprida”, ela sente grande necessidade de certificar-se de que todos da família estão bem, está sempre presente e alerta para ajudar e prestar assistência a tudo e a todos. Pode esquecer de si mesma em função do outro, é a que mais facilmente se encaixa no padrão “mulher Amélia”. Em relação aos filhos e ao marido – pode ser superprotetora, também ligada à família anterior. Pode ser muito feminina, carinhosa, prendada, sente prazer nas atividades domésticas.

Fonte:
Seguidores da Parapsicologia – Curso de Parapsicologia – Segunda Parte. Blog ativo em 15/06/23

 

 

 

LEIA TAMBÉM

    cat