Seja Bem-vindo, 01 de julho de 2022

Seja Bem-vindo
01 de julho de 2022

FENÔMENOS SUPRANORMAIS (SOBRENATURAIS) – Número 1

10 de junho de 2022   .   
Compartilhe

O Sistema Grisa não usa esta classificação da Parapsicologia. Esta é apresentada pela escola de parapsicologia ligada ao parapsicólogo Pe. Quevedo (falecido).

Sistema Grisa
O parapsicólogo Dr. Pedro Antônio Grisa (falecido). Classifica os fenômenos paranormais em três grupos:

a) Fenômenos Psi-Gama ou de Percepção Extra Sensorial – PES
b) Fenômenos Psi-Kapa ou de Psicocinesia
c) Fenômenos Psi-Theta

Quanto a terceira classificação (Psi-Theta), alega Dr. Grisa, ele não considera muito esta terceira classificação por:
– “Por fundamentar-se muito mais em significativas e importantes crenças místicas, espiritualistas e religiosas do que em leis e princípios científicos;
– Por minimizar a importância da mente como agente efetivo desencadeador da fenomenologia paranormal”. (GRISA, p. 107).

Diz ainda sobre os Fenômenos Psi-Theta: “a pessoa parece vivenciar uma experiencia de contato com espíritos, almas ou seres de outras dimensões, especialmente dos espíritas desencarnados. Esse tema é aprofundado pela escola espirita de pelos parapsicólogos espiritualista”. (GRISA, p. 107).

Grisa, quanto a classe desse fenômeno (Psi-Theta), que diz não considerar, ele acaba os considerando como da escola espirita e espiritualistas de parapsicologia e não fala Supranormais (sobrenaturais).

Instituto Pe. Quevedo de parapsicologia
Diferente de Grisa, Quevedo usa outra classificação dos Fenômenos. Não os chamando de paranormais, mas de Fenômenos parapsicológicos. Pe. Raimundo da escola de parapsicologia de Pe. Quevedo tem esta classificação:
a) Fenômenos Extranormais de Conhecimento
b) Fenômenos Paranormais de Conhecimento
c) Fenômenos Extranormais de Efeitos Físicos
d) Fenômenos de Efeitos Mistos (Psicofísicos)
e) Fenômenos Supranormais (Sobrenaturais)

Em relação aos Fenômenos Supranormais são muito trabalhados, pesquisados pela escola de Quevedo. Ela não usa esta terminologia Psi-Theta e muito menos, como fala Grisa: são estudados “espíritas desencarnados”. É a temática aprofundada “pela escola espirita de pelos parapsicólogos espiritualista”.

Quanto a temática estudada pela escola espirita e espiritualista a Escola de Quevedo é muito crítica. E quanto aos Fenômenos Supranormais, diferente dos espiritas estuda a Ressurreição de Jesus mostrando o estudo feito com argumentos científicos.

Tanto a escola espirita e espiritualista quanto a de Quevedo tentam justificar esses estudos cientificamente. E Grisa quanto ao Psi-Theta argumenta falta de leis e princípios científicos.

Ir imediatamente para a conclusão “escola espirita x escola católica de parapsicologia”, mesmo havendo este aspecto religioso, acho uma compreensão muito reduzida do assunto. Principalmente a escola de Quevedo tem como pano de fundo uma outra visão antropológica e filosófica do Homem. Diferente da chamada escola espirita e do Sistema Grisa. Quevedo também segue uma outra corrente de parapsicologia que é europeia (a chamada escola Teórica). Tenho um artigo sobre este assunto publicado no Site Emana & Parapsicologia que é: “ESCOLAS DE PARAPSICOLOGIA FORA DO BRASIL”.

Fenômenos Supranormais (Sobrenaruais)
Na classificação feita por Pe. Raimundo os quatro primeiros fenômenos, mesmo os paranormais de conhecimento estão ligados ao humano, concretamente a homens e mulheres. A mente humana que os desencadeiam ligados exclusivamente ao nosso mundo. Todos eles têm uma explicação natural. Dispensando, portanto, uma explicação sobrenatural.

“Existem comprovadamente no mundo dos homens e das mulheres alguns fenômenos maravilhosos que extrapolam as explicações da Parapsicologia e acontecem totalmente fora das teorias cientificas.

Tais fenômenos, ainda que estudados vigorosamente pela ciência, tem descartado toda e qualquer possibilidade de explicação natural. Trata-se dos chamados fenômenos supranormais ou sobrenaturais, ou, religiosamente falando, dos milagres”. (FILHO, p. 69).

Sistema Grisa
Em outros artigos que escrevi, Grisa mesmo não considerando esses fenômenos (Psi-Theta e Supranormais) não deixa de vasar em suas gravações de áudios, entrevista, palestras, livros uma visão religiosa como já mencionei. Quando ele se refere a “Reino Invisível”, querendo ou não é uma visão religiosa. Como também, transparece em sua obra chamada: “CRIADORCENTRO & A NOVA ESPIRITUALIDADE”, uma visão religiosa.

Conclusão
Dentro desta classificação de Fenômenos Supranormais que é esse espaço do Site vou aos poucos publicando as matérias classificadas de Supranormais e você internauta tire as suas conclusões.

Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Parapsicólogo Clinico
ABPSIG – Registro 409

Referência Bibliográfica
GRISA, Pedro A. Paranormalidade – um potencial mental. 7ª edição, Florianópolis: EDIPAPPI/LIPAPPI, 1990.
FILHO, Pe. Raimundo Elias. Mistério do Aquém e do Além à Luz da Parapsicologia. 2ª edição, Editora Paulus, São Paulo – SP, 2003.

LEIA TAMBÉM

    cat