Seja Bem-vindo, 12 de agosto de 2022

Seja Bem-vindo
12 de agosto de 2022

ECTO-COLO-PLASMIA – Número 1

11 de julho de 2022   .   
Compartilhe

Iª parte
Neste trabalho, com esse tema: Ectoplasmia, reproduzo em grande parte o texto de Pe. Oscar G. Quevedo publicado pela Site OEPNET, do livro As Forças Físicas da Mente (Vol.1) – Ed. Loyola. Em alguns momentos colocando os parágrafos em outra ordem e também introduzindo subtemas aos mesmos. Também acrescentando minhas opiniões com frases e breves comentários. Com acréscimo de parênteses.

O artigo com esta temática por ser um pouco longo, para facilitar a compreensão do leitor, didaticamente o dividi em cinco partes.

Obs.: A Escola de Parapsicologia ligada ao Instituto Pe. Quevedo não usa normalmente o termo paranormal e sim dotado e nem a expressão fenômenos paranormal e sim fenômenos parapsicológicos.

Argila Psíquica-
O ectoplasma, como “argila psíquica”. Teoricamente ao menos, poderia ser moldável para representar diversas figuras. Conforme fossem os tipos de reproduções, o fenômeno seria classificado sob diversos nomes.

O que é a Ecto-colo-plasmia
Ecto-colo-plasmia é o ectoplasma moldado em formas de membros ou partes de pessoas, animais ou objetos. No conceito de ecto-colo-plasmia veremos que deve incluir certo rudimentarismo na reprodução. O membro ou parte é reproduzido rudimentarmente, imperfeitamente, sem a verdadeira densidade e configuração da realidade que se trata de reproduzir.

Reflita e analise a primeira parte:
– “Ecto-colo-plasmia é o ectoplasma moldado em formas de membros ou partes de pessoas, animais ou objetos”.
– “Deve incluir certo rudimentarismo na reprodução”.

IIª parte
Transfiguração
Consiste em uma simples modificação do próprio corpo do dotado. É o próprio dotado revestido de ectoplasma e inclusive corporalmente modificado, representando outra pessoa.

Etimologia
Formamos a palavra ecto-colo-plasmia simplesmente incluindo na palavra ectoplasmia, o têrmo colo, do grego “kólon” que significa membro de pessoa ou animal, por extensão, parte de um objeto. Ecto-colo-plasmia, etimologicamente significa bem o conceito em vista: a telergia condensada e maleável (plasma), exteriorizada (ecto) para formar um membro ou parte de algum ser (colo).

Reflita e analise segunda parte:
– Ectocoloplasmia – “A telergia condensada e maleável (plasma), exteriorizada (ecto) para formar um membro ou parte de algum ser (colo)”.
– Quais os questionamentos você faria a nesta terceira parte deste artigo?

IIIª parte
Fraudes – Truques
Como sempre, também em ecto-colo-plasmia, a fraude deve ser levada em conta, entretanto, deixar a investigação porque é difícil, dadas as muitas fraudes e querer negar todos os casos de ecto-colo-plasmia, como muitas vezes se tem feito, é atitude comodista e pouco científica.

Seria interminável enumerar todos os tipos de fraude realizados consciente ou inconscientemente pelos médiuns para trucar a ecto-colo-plasmia. Finíssimos retalhos de seda, convenientemente desenhados, máscaras dobráveis, balões de borrachas pintados, que depois se enchem pouco a pouco, e lentamente se esvaziam após a “misteriosa” aparição. Todos estes materiais se escondem facilmente na boca, no salto oco do sapato, etc…

Logicamente, devemos incluir em fraudes, todos os casos em que aparecem mãos ou rostos ou quaisquer outros membros perfeitos, com circulação sanguínea, vivos… E não há dúvida de que são vivos mesmos, ou seja, são fraudes, membros autênticos do próprio médium ou de algum de seus cúmplices.

Reflita e analise a terceira parte:
– “Dadas as muitas fraudes e querer negar todos os casos de ecto-colo-plasmia, é atitude comodista e pouco científica”.
– “Seria interminável enumerar todos os tipos de fraude realizados consciente ou inconscientemente pelos médiuns para trucar a ecto-colo-plasmia”.
– “Todos estes materiais se escondem facilmente na boca, no salto oco do sapato, etc.”
– “Incluir em fraudes, todos os casos em que aparecem mãos ou rostos ou quaisquer outros membros perfeitos, com circulação sanguínea, vivos…

IVª parte
Pontos importante sobre a Ecto-colo-plasmia
“ECTO – significa forma, exteriorizada
KOLON – significa membro de pessoa, de animal e, por extensão, de objeto.
PLASMA – significa formada, modulada (maleável e condensável).

Portanto, ecto-colo-plasmia é a telergia condensada e maleável, exteriorizada para formar um membro ou parte de algum ser.

É o ectoplasma moldado em forma de membro ou partes das pessoas, animais coisas ou objetos.

A parte que é reproduzida é rudimentar, imperfeita. Não há reprodução de ecto-colo-plasmia perfeita, pois não tem verdadeira densidade e configuração do membro real que se pretende reproduzir. A reprodução nunca poderá ser idêntica ao modelo. A parte plasmada possui pouquíssimo peso.

O que nos leva à certeza da possibilidade de existir a ecto-colo-plasmia é a ideoplastia. O inconsciente molda o ectoplasma para reproduzir as imagens que ele tem (rostos, membros etc.). Quando essas imagens ou ideias saem do inconsciente e passam objetivamente para o consciente, damos o nome de ectoplasmia.

O ectoplasma molda-se em hastes, membros e, quando precisa atravessar obstáculos, adapta-se para solucionar os problemas. Vejamos: ao atravessar uma gaze ele abre buracos para a sua passagem. Isso nos faz compreender que a Ectoplasmia advém de um efeito da ideoplastia”.

Reflita e analise a quarta parte:
– Quais os questionamentos você faria a nesta quarta parte deste artigo?

Vª parte
Pessoas que produziram ecto-colo-plasmia e Fraude
Eva Carrière foi a pessoa que mais produziu fenômenos de ecto-colo-plasmia, presenciado pelos pesquisadores De Vesme, Sage, Jeanson e Robert Tocquet. Nos primeiros anos eram substâncias rudimentares e imperfeitas. Mais tarde quis apresentar ecto-colo-plasmia perfeitas e começou a fraudar.

Eusápia Paladino também realizou fenômenos de ecto-colo-plasmia, que quando não eram fraudes, eram evidentemente rudimentares.

Daniel D. Home, o mais notável dotado de efeitos parapsicológicos que conhecemos, realizou várias vezes esse fenômeno. Muitas pessoas viram um polegar e um dedo arrancar as pétalas de uma flor que estava em sua lapela, mas sempre o ectoplasma era rudimentar e imperfeito.

O pesquisador de fenômenos parapsicológicos Cookes afirma que algumas vezes tentou segurar as mãos plasmadas por Daniel D. Home entre as suas, mas aos poucos ela foi se evaporando até escapar de suas mãos.

O fenômeno da ecto-colo-plasmia, embora seja um fenômeno verdadeiro, natural, parapsicológico e, sobretudo não tendo nada do “além” é muitíssimo fraudado.
Ele depende do ectoplasma para se fazer perceber. Sem a força telérgica do dotado não há o fenômeno. Ele é quem exterioriza a telergia por sua psicobulia, de forma condensada e modelada (animais, partes do corpo, objetos).

É um fenômeno extranormal de efeito físico, possível e verdadeiro.

Reflita e analise a quinta parte:
– Quais os questionamentos você faria a nesta quinta e última parte deste artigo?

Referencia:
OEPNET, Texto de Pe. Oscar G. Quevedo do livro As Forças Físicas da Mente (Vol.1) – Ed. Loyola. Ecto-colo-plasmia. Site Ativo em 08/01/18.

Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Parapsicólogo Clinico – ABPSIG – 409.

LEIA TAMBÉM

    cat