Seja Bem-vindo, 21 de maio de 2024

Seja Bem-vindo
21 de maio de 2024

Criptoscopia – Número 1

01 de março de 2020   .   
Compartilhe

Iª Parte
Neste trabalho, com esse tema: Criptoscopia, reproduzo em grande parte o texto do parapsicólogo Pe. Edvino Augusto Friderichs, publicado no seu livro “Panorama da Parapsicologia ao alcance de todos”, páginas 54 a 56, conforme referência bibliográfica. Em alguns momentos coloco os parágrafos em outra ordem e também introduzo subtemas aos mesmos. Também acrescentando minhas opiniões com frases e breves comentários. Com acréscimo de parênteses.

Introdução
Mesmo ele sendo ligado a escola de parapsicologia ligada ao Pe. Quevedo. E esta escola aborda vários temas ligados a parapsicologia, porém em relação a esse tema, só encontrei este texto no seu livro. Além do mais ele apresenta o assunto, e questiona se existe a Criptoscopia verdadeira? E dá uma resposta conclusiva não fechada, pois admite o fato de haver uma Criptoscopia verdadeira por que parece ter como provar a saciedade esse tema. Portanto, ficando ainda no ar a conclusão. Porém, o leitor tire as suas conclusões, já que ao que parece não foi o assunto assim muito aprofundado e elucidado por nenhuma escola.

Mesmo como disse acima, julguei por bem apresentar o assunto e você internauta tire suas conclusões.

O que é?
“Criptoscopia” significa visão do que é oculto.
“Na Parapsicologia trata-se de uma visão retiniana através de corpos opacos; opacos para as pessoas normais, não para os sensitivos”. (FRIDERICHS, p. 54).

Reflita:
– Você já ouviu falar desse assunto antes?
– Você já conseguiu entender na resposta do que é? Sobre a criptoscopia? Se está ainda na dúvida, nas partes seguintes espero que fiquem elucidadas.

IIª Parte
ALGUNS FATOS PODEM SEREM CONFUNDIDOS COM CRIPTOSCOPIA LEGÍTIMA.

Primeiro Fato
“O Dr. Hublier, de Bordéus, enviou a seu amigo, o Dr. Frappart, a sonâmbula que ele tinha em observação e por meio da qual pretendia demonstrar ser possível a leitura sem o emprego da visão. Frappart descobriu rapidamente que se tratava de uma mistificação, da qual Hublier foi vítima durante quatro anos consecutivos, tendo a coragem de, publicamente, declarar tal fato. O Dr. Teste submeteu à prova uma das sonâmbulas, que nada conseguiu decifrar de um escrito fechado numa caixa”. (FRIDERICHS, p. 54).

Segundo Fato
“Burdin, membro da Academia Francesa chegou a estabelecer um prêmio de três mil francos, tirados de seu próprio bolso, para quem conseguisse ler, sem luz e sem se servir dos olhos, um escrito qualquer, colocado fora do alcance da visão… Ninguém foi capaz de superar a prova”. (FRIDERICHS, p. 55).

Terceiro Fato
Num terceiro caso, não vou expor aqui para não alongar o texto. Mas neste caso ele mesmo em sua experiência pessoal conheceu um homem em São Paulo que tinha uma anomalia da visão. Mesmo com essa anomalia ele consegui enxergar nalguma praça ou rua muito movimentada via coisas horríveis esqueleto que perambularem que o parapsicólogo gostaria de pesquisa-lo detidamente a ele, não quis submeter-se a maiores informações e experiências. Mas pelas informações que o parapsicólogo teve até aquele momento alega que não é o caso de Criptoscopia legitima. Seria mais uma clarividência.

VEM A PERGUNTA: EXISTE A CRIPTOSCOPIA VERDADEIRA?
Pe. Edvino fala “em casos anormais deve existir uma Criptoscopia fisiológica, uma autentica visão retiniana através dos corpos opacos”. (FRIDERICHS). O parapsicólogo alega que falou “com diversos físicos que não duvidam desse fenômeno. Afirmam até a inexistência de corpos totalmente opacos, asseverando serem eles, relativamente, de grande porosidade”. (FRIDERICHS, p 55). Mesmo assim estas informações não são suficientes segundo o parapsicólogo em responder à questão com precisão a respeito da criptoscopia.

IIIª Parte
ALGUNS FATOS MAIS PRECISOS:
Trinta frascos de cores diferentes
Este fato que vem comprovar a veracidade da criptoscopia. O parapsicólogo Pe. Edvino afirma:

“Mas um fato como o que segue tira a margem à qualquer dúvida. Chowrin apresentou à Sociedade de Medicina de Trambow uma mulher que era capaz de reconhecer a cor de trinta frascos diferentes, cobertos com um pano espesso e ainda embrulhados em papel”.

“Existe, com efeito, uma estreita correspondência entre os fenômenos dos sentidos físicos e os dos psíquicos”. (FRIDERICHS, p. 55).

Ligação de correntes de energia radiante com o Raios X.
“Bem estabelecido é o fato cientifico de que quase todos os objetos estão constantemente emitindo de si correntes de energia radiante. Torna-se claro que o sensitivo é capaz de ‘ver’ coisas ocultas por outros objetos e muitas vezes veladas pela matéria mais densa. Tal afirmação poderia até afigurar-se nos incríveis, mas quando a atenção do céptico é chamada para o fato de que ‘Raios X’ e outras semelhantes formas de energia atravessam objetos sólidos e nos revelam partes que podem ser vistas pelos olhos, com o auxílio dos próprios instrumentos ou registrada pela placa fotográfica, então se torna claro e compreensível”. (FRIDERICHS, p. 55 e 56).

Sonambúlicos
“Certos sonambúlicos, afirma o Dr. Lefebre, podem ver através da fenda mais estreita das pálpebras, e é mesmo provável que o fechamento completo das pálpebras não impede o exercício da visão, uma vez que os véus membranosos apresentam uma certa transparência”. (FRIDERICHS, p. 56).

Senhorita X
“O Ver. Lefroy fez uma experiencia com a senhorita X. escreveu a palavra ‘Heautontimoroumenos’ sobre um pedaço de papel que X não pôde ver. Ela diz: ‘É uma palavra muito comprida, na qual a dois ‘emes’ e começa com ‘H’. então Lefroy passou a ensaiar com palavras mais simples. Escreveu lnk, e a senhorita diz lnk; escreveu Toy e ela diz imediatamente Toy, e assim por diante, acertando sempre palavras e frases simples”. (FRIDERICHS, p. 56).

IVª Parte
CLASSIFICAÇÃO DOS FENÔMENOS – PE. EDVINO
A maneira dele classificar os fenômenos acaba sendo um pouco diferente dessa que apresentou aqui no faceboock como no Site Emana & Parapsicologia. Ele classifica os fenômenos em:
Fenômenos de Efeitos Psíquicos,
Fenômenos de Efeitos Físicos,
Fenômenos Mistos.

O tema aqui apresentado que é criptoscopia, ele o classifica como fenômeno Psíquico.

Conclusão
Na conclusão feita de maneira direta e simples, o parapsicólogo Pe. Edvino diz: “O acima dito parece provar à saciedade, que, de fato, existe uma visão retiniana através de corpos opacos, portanto, uma criptoscopia”. (FRIDERICHS, p. 56).

O leitor dentro da compreensão que teve tire também as suas conclusões.

Referência Bibliográfica
FRIDERICHS, Edvino Augusto. Panorama da Parapsicologia ao Alcance de Todos. 5ª edição. Edições Loyola, São Paulo – SP. 1997. Páginas 54-56.

Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Parapsicólogo Clinico
ABPSIG – Registro 409

LEIA TAMBÉM

    cat