Seja Bem-vindo, 21 de maio de 2024

Seja Bem-vindo
21 de maio de 2024

Assombrações – Número 1

08 de junho de 2022   .   
Compartilhe

Popularmente ao se falar desse tema o imaginário popular traz as maiores imaginações e casos. Achando muitas vezes ser alma de outro mundo que “aparece”. Não estou aqui questionando inicialmente se teologicamente hoje está certo pensar assim. Apenas constatando como corriqueiramente alguns veem esse assunto. Outros pensam ser um “fantasma”, alguém “aparecendo para ela”, como se fosse uma “visão de algum falecido”. Esse fenômeno aparentemente misterioso, inexplicável é algo apenas fora do normal, ou seja, é um fato parapsicológico ou paranormal que a parapsicologia tem explicação natural para o mesmo, desvendando assim o que para muitos ser um mistério.

É claro que as pessoas que dizem ver as assombrações, deixando de lado a postura da escola de Pe. Quevedo agora, que coloca simplesmente como superstição, coisa de gente ignorante. Ainda que seja, elas acreditam e ficam muitas vezes apavoradas, assustadas, diante das visões que tem. E há algumas situações que a pessoa não compreendendo a deixa assustada e apavorada. Sem falar aqueles que por não entender e ter uma visão religiosa fundada muito mais no medo que no amor, levar para coisas de espíritos maus de outro mundo ou coisa do demônio. Já sugerindo um exorcismo de cara. E esta pratica exorcista indiscriminada existe corriqueiramente, em vários ambientes religiosos, especialmente nas igrejas evangélicas pentecostais e neopentecostais.

O importante hoje, para tranquilizar alguns, é que este fenômeno tem uma explicação natural. Nas chamadas “casas-assombradas”, ali desencadeiam vários fenômenos parapsicológicos, por algum paranormal, normalmente dentro da própria casa que desenvolvendo os fenômenos de maneira inconsciente. Em alguns casos mais de uma pessoa apresentam os fenômenos. E estas que desencadeiam os fenômenos normalmente não tem consciência de serem elas a causadora de todo este pânico e pavor que provocam.

Outro detalhe normalmente apresentado nas chamadas “casas-assombradas” é que geralmente é pessoa na idade da puberdade, de grande transformação em sua vida, normalmente mulher, por alguma desarmonia que está vivendo desencadeiam esses fenômenos.

Este artigo de número 1, bem curto e direto, bem objetivo creio que dá a todos uma noção do que seja o tema apresentado que é “Assombrações”. No artigo número 2, vou apresentar um caso real. Por isso, será um artigo mais longo, que contendo a análise do caso real, torna-se um artigo mais extenso, com detalhes. Porém, mesmo que tome um pouco mais de tempo do leitor vale apenas ler o próximo número, que é Assombrações – número 2.

Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Parapsicólogo Clinico
ABPSIG – Registro 409

LEIA TAMBÉM

    cat